quarta-feira, 30 de abril de 2014


Meditação  
 
E Deus amou o mundo tanto, que Ele deu seu Filho - era uma dádiva. Deus deu o Filho dele à Virgem Maria, e o que ela fez com ele? Assim que Jesus veio à vida de Maria, imediatamente ela apressou-se para dar aquelas boas novas. E quando ela entrou na casa da prima dela, Isabel, a escritura conta - a criança no útero de Isabel - pulou de alegria. Enquanto ainda no útero de Maria - Jesus trouxe paz para João Batista, que pulou de alegria no útero de Isabel. 

E como se isso não fosse bastante, como se não fosse bastante Deus, o Filho, deveria se tornar um de nós e trazer paz e alegria, enquanto que ainda estava no útero de Maria; Jesus também morreu na cruz para mostrar aquele amor maior. Ele morreu por você e por mim, e para o leproso e para aquele homem que morre de fome e aquela pessoa desnuda que está na rua, não só em Calcutá, mas na África, e em todos os lugares. Nossas irmãs servem estas pessoas pobres em 105 países ao redor do mundo. Jesus insistiu que nós amemos uns aos outros, da mesma forma que Ele ama cada um de nós. Jesus nos deu a vida dele para nos amar, e Ele nos diz que nós também temos que fazer de tudo para fazer o bem uns aos outros. No evangelho, Jesus nos fala muito claramente: “ame como eu vos amei”. 
Jesus morreu na cruz porque isso foi necessário para Ele trazer o bem para nós - nos salvar de nosso egoísmo e pecado. Ele deixou tudo, para fazer a vontade do Pai – mostrar-nos que nós também devemos estar dispostos a deixar tudo para fazer a vontade de Deus - amar uns aos outros como Ele ama cada de nós. Se nós não estivermos preparados para fazer todo o possível para trazer o bem uns aos outros, o pecado ainda estará em nós. Isso é porque nós também temos que dar a uns aos outros o nosso máximo. 
Não é bastante para nós dizer: “eu amo Deus”, mas eu também tenho que amar meu próximo. O apóstolo São João diz que você é um mentiroso, se disser que ama Deus e não ama seu próximo. Como você pode amar a Deus que você não vê, se você não ama seu próximo a quem você vê, a quem você toca, com quem você convive? E assim é muito importante para nós que entendamos, que para aquele amor ser verdade, tem que doer. Eu devo estar disposto a dar tudo para não machucar outras pessoas e, de fato, fazer bem a elas. Isto requer que eu esteja disposto a dar até que doa. Caso contrário, não há nenhum verdadeiro amor em mim e eu trago injustiça, e não paz, para todos ao meu redor. 
Ser amado. Nós temos que “vestir o Cristo” como a escritura nos diz. E assim, nós fomos criados para amar como Ele nos ama. O próprio Jesus se faz o faminto, o desnudo, o sem-teto, o não desejado, e Ele diz: "você fez isto a mim". No último dia, Ele dirá a esses à sua direita: "tudo o que você fez ao menor destes, você fez a mim, e Ele também dirá a esses à sua esquerda, tudo o que você negligenciou fazer para o menor destes, você negligenciou fazer isto para mim”.

(Madre Teresa de Calcutá)


******

- "Se alguém quiser alcançar comigo a luz divina da ressureição - disse o Senhor -, negue a si mesmo, tome a cruz dos próprios deveres,
cada dia, e siga os meus passos."

Quando pudermos realizar essa caminhada, com esquecimento de nossas carunchosas suscetibilidades, estaremos fora do alcance dos
sinistros micróbios da treva, imunizados e tranquilos em nosso próprio coração.

(Obra: Cartas e Crônicas - Chico Xavier/Irmão X)



******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

terça-feira, 29 de abril de 2014


RECONHECIMENTO

"Verdadeiramente, este homem era justo"  - Lucas, cap. 23 - v.47
 
Somente após Jesus ter expirado no lenho é que o centurião reconheceu que ele
era um homem justo !
Assim, não esperemos pelo aplauso do mundo. Busquemos, antes, a aprovação
da consciência.
Semeemos sem pressa de colher, porque a semente cultivada não se antecipa à
época que lhe é assinalada para produzir.
Ninguém nos usurpará o próprio valor.
Esperar pela gratidão de alguém é permanecer na expectativa do que nem JESUS teve.
O espírito, aonde vai, ostenta o mérito intransferível de seus esforços.
Não nos aflijamos pelo reconhecimento alheio. Existem pessoas que, emocionalmente,
se monstram descompensadas, porque, superestimando o que fazem, criam exagerada
expectativa no que tange ao retorno por parte das pessoas a quem beneficiam.
A rigor, não estamos dando nada a ninguém; simplesmente, estamos devolvendo o que,
de uma maneira ou outra, lhe tomamos...
Não nos coloquemos nunca na condição de benfeitores - isto ainda é tola pretensão  de
quem se arrasta no solo do Planeta !
Deus é o Dispensador de todas as bênçãos, que apenas vamos repassando, exercitando a
nossa capacidade de amar.
Quantos não se deprimem porque não sabem tomar a iniciativa de amar, sem cogitar de
serem amados ?
Como a fonte que, ao dessedentar, não sente sede, quem ama não carece de ser amado,
porque o amor que gera em si mesmo lhe basta a qualquer carência de afeto.

(Obra: Saúde Mental À Luz do Evangelho - Carlos A. Baccelli / Inácio Ferreira)


******
 

A morte a todos nos reunirá para a compreensão da verdadeira vida... E, sabendo que a justiça definir-nos-á segundo as nossas obras, abracemos a Codificação Kardequiana, prosseguindo para a frente, com Jesus e por Jesus.

(Obra: Fonte Viva - Chico Xavier / Emmanuel)


******

AVE MARIA

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

segunda-feira, 28 de abril de 2014


Todos São Importantes
 
Somos iguais perante a seara, porque somos todos iguais perante o Senhor da Seara. Deus não faz acepção de pessoas, nem de posições e muito menos de instituições. O item 5 do capítulo XX de O Evangelho Segundo o Espiritismo estabelece esta condição essencial: “Felizes os que tiverem trabalhado o campo do Senhor com desinteresse e movidos apenas pela caridade”. Emmanuel conclui a sua mensagem lembrando “que toda pessoa é importante na edificação do Reino de Deus”.
Querer que não haja discordâncias entre os que trabalham na divulgação e na sustentação da Doutrina seria acalentar quimeras. Cada consciência humana, como ensina Hubert, é um ponto na correnteza da duração. Cada um de nós está colocado num ângulo determinado do eterno fluir da realidade. Cada qual, portanto, tem a sua maneira própria de ver as coisas.
O Espiritismo nos ensina que nos completamos uns aos outros pelas nossas diferenças. Mas se diferimos nos acessórios, concordamos sempre no essencial. Por isso mesmo a caridade – que é o amor em ação – deve eliminar as arestas do nosso personalismo, ensinando-nos que todos somos importantes na busca e na conquista da verdade.
Claro que não devemos concordar com tudo e tudo aprovar em silêncio, pois a tolerância de acomodação equivale a cumplicidade com o erro. A crítica maldosa e orgulhosa, que condena tudo o que é feito pelos outros, é a negação da caridade. Mas ai de nós se suprimirmos a crítica do meio espírita! Porque é ela, quando sensata e sincera, a prática da vigilância que Jesus ensinou e Paulo exemplificou. Como utilizar o “crivo da razão”, de que nos fala Kardec, se abdicarmos do direito de pensar, que mais do que um direito é um supremo dever do espírito?
Quando Emmanuel diz: “Guiar-se pela misericórdia e não pela crítica” está se referindo à crítica negativa que nasce do orgulho e não à crítica positiva que brota espontânea e necessária do julgamento imparcial e fraterno, objetivando corrigir e portanto ajudar. O lema “valorizar o esforço alheio” não implica a valorização dos erros e dos enganos do próximo, mas o reconhecimento dos esforços feitos por todos a favor da causa comum. Todos precisamos de misericórdia, mas a misericórdia, como Deus nos mostra em sua lei de ação e reação, não é a aprovação de erros e ilusões – e sim a correção e o esclarecimento.
 
(Obra: Astronautas do Além - Chico Xavier / J. Herculano Pires)
 
 
******


 Ainda assim temos um privilégio: Tanto quanto sucede aos carteiros do mundo que te buscam o endereço entregando-te notícias de bênção e esperança, também nós, os viajores de outras estradas, alcançamos a porta de teu coração para dizer-te em palavras de paz que Deus é amor e luz em tudo quanto existe, que a morte é vida nova, que a justiça nos rege, que a dor nos aprimora, que o trabalho nos guia para além de nós mesmos e que a alegria imperecível a todos nos espera, no infinito do Tempo e nas forças do Espaço, para sermos, um dia, na suprema união, plenamente imortais, ante o esplendor sem sombra da grandeza de Deus.
 
(Obra: Astronautas do Além - Chico Xavier / Emmanuel)
  


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.


******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

sexta-feira, 25 de abril de 2014


OBRIGADO SENHOR

Há um século, convidaste Allan Kardec, o apóstolo de teus princípios, à revisão dos ensinamentos e das promessas que dirigiste ao povo, no Sermão da Montanha, e deste-nos “0 Evangelho segundo o Espiritismo’ Desejavas que o teu verbo, como outrora, se convertesse em pão de alegria para os filhos da Terra e chamaste-nos à caridade e à fé, para que se nos purificassem as esperanças nas fontes vivas do sentimento.

Mensagens de paz e renovação clarearam o mundo! Diante das tuas verdades que se desentranharam da letra, abandonamos os redutos de sombra a que nos recolhíamos, magnetizados por nossas próprias ilusões, e ouvimos-te, de novo, a palavra solar da vida eterna! Agradecemos-te esse livro, em que nos induzes à fraternidade e ao trabalho, à compreensão e à tolerância, arrebatando-nos à inflgência das trevas, pela certeza de tuas perenes consolações.
Obrigado, Senhor, não somente por nós, que devemos a essas páginas as mais belas aspirações, nas tarefas do Cristianismo Redivivo, mas também por aqueles que as transfigurariam em bússola salvadora, nos labirintos da obsessão e da delinqüência; pelos que as abraçaram, quais âncoras de apoio, em caliginosas noites de tentação e desespero; por aqueles que , as consultaram, nos dias de aflição e desalento aceitando-lhes as, diretrizes seguras nas veredas da provação regenerativa; pelos que as transformaram, em bálsamo de conforto e paciência, nos momentos de angústia; pelos que ouviram, junto delas, o teu pedido de oração e de amor a bem dos inimigos, esquecendo as afrontas que lhes retalharam os corações; pelos que as apertaram de encontro ao peito, para não tombarem asfixiados pelo pranto da saudade e da desolação à frente da morte; e por todos aqueles outros que aprenderam com elas a viver e confiar servir e desencarnar, bendizendo-te o nome! 
Oh! Jesus! 
No luminoso centenário de “0 Evangelho segundo o Espiritismo, em vão tentamos articular, diante de ti, a nossa gratidão jubilosa!...
Permite, pois, agradeçamos em prece a tua abnegação tutelar e, enlevados ante o Livro Sublime, que te revive a presença entre nós, deixa que te possamos repetir, humildes e reverentes: Obrigado, Senhor!.
 

(Obra: Livro da Esperança - Chico Xavier/Emmanuel)


******

Obrigado Jesus
por esta reunião
que juntos comungamos
numa só oração
no serviço fraterno de irmão para irmão
pela escola de amor
que a você nos conduz
obrigado Jesus.


(Poesia psicografada pela médium Martha Jornal Despertador - Janeiro de 1975)
 

******
 

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 

******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

quinta-feira, 24 de abril de 2014


Transmigração Progressiva

189) Desde o princípio de sua formação, o Espírito desfruta da plenitude de suas faculdades? – Não, o Espírito, assim como o homem, tem também sua infância. Na origem, os Espíritos têm somente uma existência instintiva e mal têm consciência de si mesmos e de seus atos. É pouco a pouco que a inteligência se desenvolve.
 


190) Qual é o estado da alma em sua primeira encarnação? – É o estado de infância na vida corporal. Sua inteligência apenas desabrocha: a alma ensaia para a vida.
 


191) As almas de nossos selvagens são almas em estado de infância? – De infância relativa; são almas já desenvolvidas, pois já sentem paixões. 
 


191a) As paixões são, então, um sinal de desenvolvimento? – De desenvolvimento sim, mas não de perfeição. As paixões são um sinal da atividade e da consciência doeu, visto que, na alma primitiva, a inteligência e a vida estão em estado de germe.
 
   
A vida do Espírito, em seu conjunto, passa pelas mesmas fases que vemos na vida corporal. Gradualmente, passa do estado de embrião ao de infância para atingir, no decurso de uma sucessão de períodos, o de adulto, que é o da perfeição, com a diferença de que não conhece o declínio e a decrepitude, isto é, a velhice extrema como na vida corporal. Essa vida, que teve começo, não terá fim; precisa de um tempo imenso, do nosso ponto de vista, para passar da infância espírita a um desenvolvimento completo, e seu progresso se realiza não somente num único mundo, mas passando por diversos mundos. A vida do Espírito se compõe, assim, de uma série de existências corporais, e cada uma delas é uma ocasião para o seu progresso, como cada existência corporal se compõe de uma série de dias em cada um dos quais o homem adquire um acréscimo de experiência e instrução. Mas, da mesma forma que, na vida do homem, há dias que não trazem nenhum proveito, também na do Espírito há existências corporais sem resultado, por não as ter sabido aproveitar.  

(Obra: O Livro dos Espíritos - Perguntas: 189,190,191 e 191a)
 
 
******
 
No intervalo de suas encarnações, o Espírito progride igualmente, no sentido de que aplica ao seu adiantamento os conhecimentos e a experiência que alcançou no decorrer da vida corporal; examina o que fez enquanto habitou a Terra, passa em revista o que aprendeu, reconhece suas faltas, traça planos e toma resoluções pelas quais conta guiar-se em nova existência, com a idéia de melhor se conduzir. Desse jeito, cada existência representa um passo para a frente no caminho do progresso, um a espécie de escola de aplicação.
 
(Obra: A Gênese - Capítulo XI - Allan Kardec)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

quarta-feira, 23 de abril de 2014


O CARINHO DO SENHOR
 
"... porque eles não tinham tempo nem para comer, visto serem numerosos os que iam e vinham."
 - Marcos, cap. 6 - v. 31
 
Interessante o estudo atento de certos parágrafos do Evangelho !  Marcos, nas anotações acima, 
relata que os apóstolos sequer tinham tempo para comer...
A gente, não obstante, dispõe de tempo para muito mais do que isso e ainda reclama.
Foi preciso que Jesus, observando o desgaste em que os amigos se envontravam, os convidasse:
- "Vinde repousar um pouco, à parte, num lugar deserto..."
Vejamos como Jesus, atento às menores necessidades de seus seguidores,  os trata com
inexcedível carinho.
Ele não os chama para repousar muito, mas, sim, por "um pouco" -  ou seja, pelo tempo 
estritamente necessário ao seu refazimento.
Muitos de nós, para cada hora de serviço doado ao Evangelho, reclamamos o resto da semana
ou do mês para descanso.
Será que estamos assim tão despreparados de vivenciar o amor ao próximo, que a caridade logo
nos exaure nas energias espirituais ?
Porque, durante horas, somos capazes de sustentar um diálogo sem maior proveito com alguém e,
sobre um tema edificante, não conseguimos conversar mais que alguns minutos ?
Como solicitar maior cota de serviço e responsabilidade,  na construção do Reino Divino entre os
homens, se, por enquanto, não atendemos nem mesmo o pequenino dever que nos cabe ?
Se ninguém deve abraçar tarefa além de suas forças, igualmente não deve se subestimar em sua
capacidade de realização, porque a grande verdade é que, com um pouco mais de boa vontade,
todos podemos fazer mais.
 
(Obra: Saúde Mental À Luz do Evangelho - Carlos A.Baccelli/Inácio Ferreira)
 
 
******
 
E, sobretudo, armemo-nos de coragem para o trabalho, porque é na dor do presente que
corrigimos as lutas de ontem, acendendo abençoada luz para o nosso grande porvir.
 
(Obra: Bezerra, Chico e Você - Chico Xavier/Bezerra de Menezes)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

terça-feira, 22 de abril de 2014

Quando Se Sabe Sofrer Com Deus

Busca em Jesus Cristo - o nosso Mestre, Psicólogo e Médico - o apoio que te sintas necessitado.
Toda dor que te visite durante os dias de estágio na Terra, com certeza, virá te conferir oportunidades
para a indispensável renovação; por meio dela te aprimorarás, crescerás, lavar-te-ás, intimamente,
e apenderás a servir e a perdoar.
Avalia que não podes ser uma vítima da Divindade, num universo onde prima o amor do nosso Pai.
Deus deixa-os em teus roteiros, a fim de que ensaies os recursos da paciência, da indulgência, da
compreensão e do perdão, propiciando-te a quebra de perturbadoras cristalizações. É assim que
alçarás vôos aos campos sublimados da mente divina.
Com Deus, o teu padecimento tem sentido educativo.
Com Deus, toda lágrima atende as áreas ressecadas da tua intimidade.
Com Deus, os desastres são os testemunhos que ficaste devendo à existência.
Com Deus, a própria morte se converte em libertação, na procura de novos horizontes ou de novos céus.
Se conseguires sofrer sem acidez, se puderes chorar sem revolta, se chegares a cair, sem acomodação
rebelde, proposital, saibas que, em realidade, rumas para a liberdade verdadeira, a partir do entendimento
de que no mundo terreno as aflições são o fundo ou o cenário mais comum das existências, até que todos
aprendamos a batalhar pela nossa própria iluminação, sem mais sofrer.

(Obra:  Em Nome De Deus - Raul Teixeira/José Lopes Neto)


******

A vitória somente pode ser celebrada quando concluída a luta, encerrada a tarefa.
Sob a inspiração de Jesus, persevera e crê nos resultados superiores dos investimentos
da tua atual existência e conseguirás alcançar a meta.
Desanimar, porém, nunca !

(Obra: Libertação Pelo Amor - Divaldo Franco/Joanna de Ângelis)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

segunda-feira, 21 de abril de 2014


Mestre Jesus 

Com o nascimento de Jesus, há como que uma comunhão direta do Céu com a Terra. Estranhas e admiráveis revelações perfumam as almas e o Enviado oferece aos seres humanos toda a grandeza do seu amor, da sua sabedoria e da sua misericórdiaAos corações abre-se nova torrente de esperanças e a Humanidade, na Manjedoura, no Tábor e no Calvário, sente as manifestações da vida celeste, sublime
em sua gloriosa espiritualidade.
Com o tesouro dos seus exemplos e das suas palavras, deixa o Mestre entre os homens a sua Boa-Nova.
O Evangelho do Cristo é o retrato fiel de todas as filosofias que procuram aprimorar o espírito, norteando-lhe a vida e as aspirações.Jesus foi a manifestação do amor de Deus, a personificação de sua bondade infinita.


Autor: Médium: Chico Xavier
Espírito: Emmanuel

sábado, 19 de abril de 2014

             Judas socorrido por Jesus




NA VIAGEM DA TERRA

O Plano Físico é comparável a um mar de inquietações e problemas, coalhado de embarcações, conduzindo passageiros diversos.
Do transatlântico de alto nível à piroga mais simples, quase todos eles enfrentam um oceano repleto de perigos; rochedos de incompreensão exigem cautela e entendimento; icebergs de indiferença provocam o naufrágio de muitos; ondas avassaladoras de ódio espalham desequilíbrio em múltiplas direções; a ventania da discórdia assopra a delinqüência, conturbando-lhes o clima espiritual; de quando a quando, surgem irmãos que enlouqueceram, transformando-se em piratas da violência e seres ocultos, nas profundezas das águas, rondam as naves no cotidiano, aguardando presas fáceis.
Se consegues mentalizar o quadro que apresentamos, sabes igualmente que a sinalização de Jesus continua funcionando corretamente, na garantia de todos os viajadores que lhe buscam as instruções na laboriosa travessia.
É por isso, coração fraterno, que te pedimos, por amor ao Celeste Amigo: onde estiveres e como estejas, como penses e como creias nos poderes do bem, auxilia aos companheiros do mundo e sê para eles uma benção de paz nas ilhas da esperança.

   

(0bra: Sinais de Rumo - Chico Xavier / Meimei)

 

******

Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

                                             JESUS
 

(Bíblia Sagrada - João 16:33)
  

******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

******


PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

quinta-feira, 17 de abril de 2014


Injúrias e violências

1. Bem-aventurados os que são brandos, porque possuirão a Terra. (S. MATEUS, cap. V, v. 5.)
2. Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus. (S.MATEUS, cap V, v.9)
3. Sabeis que foi dito aos antigos: Não matareis e quem quer que mate merecerá condenação pelo juízo. - Eu, porém, vos digo que quem quer que se puser em cólera contra seu irmão merecerá condenado no juízo; que aquele que disser a seu irmão: Raca, merecerá condenado pelo conselho; e que aquele que lhe disser: És louco, merecerá condenado ao fogo do inferno. (S.MATEUS., Cap.V,v. 21 e 22.) 
 


4. Por estas máximas, Jesus faz da brandura, da moderação, da mansuetude, da afabilidade e da paciência, uma lei. Condena, por conseguinte, a violência, a cólera e até toda expressão descortês de que alguém possa usar para com seus semelhantes. Raca, entre os hebreus, era um termo desdenhoso que significava homem que não vale nada, e se pronunciava cuspindo e virando para o lado a cabeça. Vai mesmo mais longe, pois que ameaça com o fogo do inferno aquele que disser a seu irmão: És louco
Evidente se torna que aqui, como em todas as circunstâncias, a intenção agrava ou atenua a falta; mas, em que pode uma simples palavra revestir-se de tanta gravidade que mereça tão severa reprovação? E que toda palavra ofensiva exprime um sentimento contrário à lei do amor e da caridade que deve presidir às relações entre os homens e manter entre eles a concórdia e a união; é que constitui um golpe desferido na benevolência recíproca e na fraternidade que entretém o ódio e a animosidade; é' enfim, que, depois da humildade para com Deus, a caridade para com o próximo é a lei primeira de todo cristão. 
5. Mas, que queria Jesus dizer por estas palavras: "Bem-aventurados os que são brandos, porque possuirão a Terra", tendo recomendado aos homens que renunciassem aos bens deste mundo e havendo-lhes prometido os do céu? 
Enquanto aguarda os bens do céu, tem o homem necessidade dos da Terra para viver. Apenas, o que ele lhe recomenda é que não ligue a estes últimos mais importância do que aos primeiros. 
Por aquelas palavras quis dizer que até agora os bens da Terra são açambarcados pelos violentos, em prejuízo dos que são brandos e pacíficos; que a estes falta muitas vezes o necessário, ao passo que outros têm o supérfluo. Promete que justiça lhes será feita, assim na Terra como no céu, porque serão chamados filhos de Deus. Quando a Humanidade se submeter à lei de amor e de caridade, deixará de haver egoísmo; o fraco e o pacífico já não serão explorados, nem esmagados pelo forte e pelo violento. Tal a condição da Terra, quando, de acordo com a lei do progresso e a promessa de Jesus, se houver tornado mundo ditoso, por efeito do afastamento dos maus.
 
(O Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo IX)
 
 
******
 
44. - São em grande número os aflitos; não é, pois, de admirar que tanta gente acolha uma doutrina que consola, de preferência às que desesperam, porque aos deserdados, mais do que aos felizes do mundo, é que o Espiritismo se dirige. O doente vê chegar o medico com maior satisfação do que aquele que está bem de saúde; ora, os aflitos são os doentes e o Consolador é o médico. 
 
(A Gênese - Allan Kardec)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

quarta-feira, 16 de abril de 2014


ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU

Disse-nos Jesus, segundo anotações de Mateus, capítulo 18, versículo18:
"Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na Terra, terá sido ligado
no Céu, e tudo o que desligardes na Terra, terá sido desligado no Céu".
A Lei de Causa e Efeito, que nos tutela nos caminhos da Evolução, tanto
funciona da Terra para o Mundo Espiritual quanto do Mundo Espiritual
para a Terra.
Portanto, Terra e Mundo Espiritual, concomitantemente, são glebas de
colheita e semeadura, porque, a rigor, não existe, entre uma e outra,
solução de continuidade na elaboração do destino.
Terra e Mundo Espiritual, sob o ponto de vista ético - e por que não
dizer intelectual - podem se comparar a um espelho de dupla face,
sobre a qual as imagens que se movimentam num e noutro se refletem
e quase se superpõem, apenas com pequena diferença em suas
manifestações.
Seja na vida ou na morte, meros fenômenos visuais, o espírito é sempre
o mesmo em sua indestrutível essência, cabendo-lhe, no corpo carnal
ou fora dele, empreender esforços de autossuperação que o possibilitem
transcender a si mesmo.
Pois, que não existe morte, mas apenas Vida, e Vida em abundância, que
mais abundante se nos faz quando logramos avançar para além de 
nossos próprios limites !.

(Obra: Assim Na Terra Como No Céu - Carlos A. Baccelli/Inácio Ferreira)


******

O conhecimento sobre as células somente confirma o que os grandes
sábios espirituais vêm nos ensinando há séculos: cada um de nós é um
espírito encarnado na matéria.

(Obra: A Biologia Da Crença - Bruce H. Lipton)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as
mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de
nossa morte. Amém.

 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o
Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão
nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como
nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação,
mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

domingo, 13 de abril de 2014


" - Chico, você se arrepende de alguma coisa?
  - Perguntou a ele quem eu já não me lembro mais.

Parando a caneta sobre os livros que autografava
na madrugada, olhou-nos e respondeu.

  - Ah, sim, arrependo-me
    de não ter amado mais,
    porque é só o amor
    o que a gente deixa sobre este mundo !"


(Obra: Chico Xavier O Médium dos Pés Descalços-

Carlos A.Baccelli)

sexta-feira, 11 de abril de 2014


NADA SE DESTRÓI
 
O Homem é uma mutação.
Nunca é absolutamente igual...
As coisas se alteram incessantemente.
Ele, a cada fração de segundo, é diferente de si.
Jamais regride.
O seu aparente retrocesso é uma estratégia de evolução...
Tudo na Natureza é constante vir a ser.
Movimento ritmado e frequente.
O Tempo, na realidade, inexiste !
O Tempo, para o homem, na dimensão em que ele vive, é
reflexo de sua mente...
Por isso, as mentes despertas abarcam o Presente, o Passado
e o Futuro.
O espírito não tem idade.
Na dualidade espírito-corpo, o espírito, figuradamente, é deus
e o corpo é um universo em formação.
A morte, para o homem, é simplesmente mudança de domicílio.
Nada, na realidade, se destrói !
 
 
(Obra: Passo a Passo - Carlos A. Baccelli/Irmão José)
 
 
******
 
Quando o homem vencer a barreira da incredulidade, nada mais o
deterá na senda do progresso espiritual.
A sua mente se abrirá para o Universo e ele resplandecerá à feição
de um sol imenso, brilhando na escuridão.
 
(Obra: Mediunidade e Doutrina - Carlos A. Baccelli/Odilon Fernandes)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

quinta-feira, 10 de abril de 2014


LIVRE-ARBÍTRIO E CARIDADE 

Nunca será demasiado entretecer-se considerações sobre a caridade.
A caridade é sempre luz que abençoa aqueles que jornadeiam na aflição. Mesmo quando
não é vista, à semelhança dos raios solares, quando o Astro Rei está ausente, beneficia,
penetrando as vidas e renovando-as.
Assim, a caridade, seja no seu aspecto material ou moral, reflete o amor de DEUS que alcança
as almas, socorrendo-as.
Quando a caridade material não se faz necessária, jamais será secundária aquela de natureza 
moral, porquanto vital o ar, penetra e sustenta a vida.
 
São caridades morais:
O Sorriso de afabilidade ao atormentado que perdeu a esperança;
A palavra de estímulo quando todos os outros recursos ficaram baldos de resultados;
O gesto de simpatia ante a circunstância aziaga e infeliz;
A compreensão fraterna, face à ofensa e à maldade;
A oração intercessória, em favor do adversário em sofrimento;
O apoio emocional no momento áspero da desgraça.
O perdão da ofensa e a dedicação ao tombado;
A gentileza de um socorro espiritual...

Quem pode, por acaso, no transe da dor, dispensar qualquer uma destas concessões? Qual a pessoa que se sinta
tão completa que dispense um amigo ou uma palavra de reconforto?
A caridade é luz que deve ser considerada como benção de DEUS nas estradas do mundo.
Praticá-la ou não é opção de cada indivíduo. Aquele que a utiliza, favorece o crescimento da luz que se esparze;
quem se nega a realizá-la, faculta a ampliação da sombra que predomina.
O livre-arbítrio e a caridade constituem alavancas para o progresso do homem na direção da sua meta
final, que é a felicidade.
JESUS, todo amor por excelência, em instante algum deixou de esparzi-la, iluminando as vidas que, desde então, 
jamais perderam a diretriz.
Caridade, portanto, hoje e sempre.
 
(Obra: No Rumo da Felicidade - Divaldo P. Franco/Joanna de Ângelis)
 
 
******
 
O MESTRE indicou o combate constante contra o mal, contudo, aguarda a fraternidade legítima 
entre os homens por marco sublime do Reino Celeste.
 
(Obra: Pão Nosso - Chico Xavier/Emmanuel)
 
 
******
 
AVE MARIA

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
******
 
PAI NOSSO

Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
JESUS

quarta-feira, 9 de abril de 2014


Nada. Vida Futura

958 Por que o homem tem instintivamente horror ao nada?– Porque o nada não existe.

959 De onde vem para o homem o sentimento instintivo da vida futura? 
– Já dissemos: antes de sua encarnação, o Espírito conhecia todas as coisas, e a alma guarda uma vaga lembrança do que sabia e do que viu em seu estado espiritual. (Veja a questão 393.)
 
  
 Em todos os tempos, o homem se preocupou com seu futuro após a morte, e isso é bastante natural. Qualquer que seja a importância que dê à vida presente, não pode deixar de considerar quanto a vida é curta e, acima de tudo, precária, porque pode ser cortada a qualquer instante, e o homem nunca está seguro do dia de amanhã. Que será dele após o instante fatal? A questão é grave, porque não se trata de alguns anos, e sim da eternidade. Uma pessoa que deve passar longos anos num país estrangeiro se preocupa com a situação com que se defrontará. Portanto, como não nos devemos preocupar com a vida que teremos ao deixar este mundo, uma vez que é para sempre?
A idéia do nada tem algo contrário à razão. O homem que foi o mais despreocupado durante a vida, quando chega o momento supremo, pergunta-se em que vai se tornar e, involuntariamente, fica esperançoso.
Acreditar em Deus sem admitir a vida futura seria um contra-senso. O sentimento de uma existência melhor está no íntimo de cada homem; Deus não o colocou aí em vão.
A vida futura significa a conservação de nossa individualidade após a morte; o que nos importaria, de fato, sobreviver ao nosso corpo, se nossa essência moral tivesse de se perder no oceano do infinito? As conseqüências para nós seriam as mesmas que sumir no nada. 


(O Livro dos Espíritos - Perguntas 958 e 959)


******

Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.

(Bíblia Sagrada - Romanos 8:18)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as
mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de
nossa morte. Amém.

 
* * * * * *
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o
Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão
nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como
nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação,
mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

terça-feira, 8 de abril de 2014


A PROVA ÚLTIMA
 
E porque o aprendiz indagasse sobre o currículo dos exames a respeito do aperfeiçoamento da alma, o mentor esclareceu, paciente:
- Na Espiritualidade Superior, as avaliações de aproveitamento são muitas. Temos as de paciência, de disciplina, de espírito de serviço e de auxílio aos semelhantes, no entanto, ao que me parece, a última é a mais difícil de todas.
E qual é a última?
- Indagou o discípulo atento.
O mentor respondeu, em tom decisivo:
- A última prova, no aperfeiçoamento de cada um de nós é a humildade.
 
 
(Obra: Agora é o Tempo - Chico Xavier/Emmanuel)
 
 
******
 
Não foi outra a conduta do Mestre ante os provocadores contumazes, os obsessos renitentes e os obsessores
vigilantes, senão a paz inalterável em todo o tempo e lugar, lecionando confiança em Deus e harmonia no coração.
 
(Obra: Depoimentos Vivos - Divaldo P.Franco/João Cléofas)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

segunda-feira, 7 de abril de 2014


COMO QUEREMOS

"Faça-se contigo como queres." - Mateus, cap. 15 v.28

As palavras acima foram ditas por Jesus à pobre mulher cananeia, que suplicava 
pela cura da filha endemoninhada, e que, sob o endosso da própria fé, logrou o
materno intento de vê-la curada.
Não nos esqueçamos, porém, de que, por vezes, a Lei igualmente permite que
tudo se nos faça conforme queremos, mesmo sabendo que nem sempre estamos
empenhados na obtenção do melhor.
Evitemos, pois, acalentar ardorosamente o que não nos convenha.
Não mentalizemos o que, caso se concretize, nos trará imensos dissabores.
Se existem forças que concorrem para o nosso bem, existem aquelas que conspiram
contra a nossa paz, e que, solícitas, acorrem à nossa menor inclinação ao mal.
De tanto insistirmos, a Lei Divina, não raro, delibera ceder ao nosso livre-arbítrio para
que venhamos a aprender com as consequências da nossa insensatez.
Quantos, depois de obterem o que "pedem", se arrependem amargamente ! Quantos,
sem poder, não gostariam de se livrar, de imediato, do que foram longe buscar 
com suas mãos !
Muitas vezes, não ter o que se quer é ser verdadeiramente feliz, e não alcançar o que
se deseja é safar-se de perigo real.
A vida do homem é sempre escolhida previamente por ele, através do que deliberou
fazer ou não fazer ou das circunstâncias imprescindíveis ao seu aprendizado.
O homem, na sua atual conjuntura evolutiva, deveria temer ouvir, da parte de Deus,
o que costuma dizer um pai ao virar as costas ao filho rebelde aos seus alvitres:
- "Faça-se contigo como queres" !

(Obra: Saúde Mental À Luz do Evangelho - Carlos A. Baccelli / Inácio Ferreira)


******

A oração ilumina o trabalho, e a ação é como um livro de luz na vida espiritualizada.
Cuida de teus deveres porque para isso permaneces no mundo, mas nunca te esqueças
desse monte, localizado em teus sentimentos mais nobres, a fim de orares "à parte",
recordando o Senhor.

(Obra: Caminho, Verdade e Vida - Chico Xavier / Emmanuel)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

domingo, 6 de abril de 2014


Sim, somos espíritos enfermos com ficha especificada nos gabinetes de tratamento, instalados nas Esferas Superiores, dos quais instrutores e benfeitores da Vida Maior nos acompanham e analisam ações e reações, mas é preciso considerar que o facultativo, mesmo sendo Nosso Senhor Jesus Cristo, não pode salvar o doente e nem auxiliá-lo de todo, se o doente persiste em fugir do remédio.

(Obra: O Livro da Esperança - Chico Xavier/Emmanuel)

sexta-feira, 4 de abril de 2014


JULGAMENTO MENOR

Não olvides que, antes do Julgamento Maior, que vergasta o corpo das civi-
lizações, alterando, muita vez, a golpes de sangue e lágrimas, o destino das
nações e dos povos, usufruímos todos, pela Misericórdia Divina, o privilégio do
Julgamento Menor, a cujas decisões nos expomos todos os dias.
Referimo-nos ao renascimento na vida física, com a prerrogativa de
recapitular e reaprender.
Aí dentro, nos círculos da reencarnação, encontramo-nos, de novo, à
frente da lição, no reajuste dos próprios erros.
Nosso berço, no Plano Físico, por isso mesmo, na maioria das
circunstâncias, surge no campo de nossos adversários, para que venhamos a
reencontrar nos elos consangüíneos os nossos credores do pretérito para a
quitação das dívidas que nos ensombram a consciência.
Nessa fase de trabalho, a Terra, com o corpo que nos detém, toma a
feição de tribunal, em cujas celas somos provisoriamente detidos para criar
atenuantes às nossas culpas, quando não possamos extingui-las de todo, a
preço de abnegação e sacrifício.
Nossos desafetos assumem as funções da promotoria que nos reprova e
nossos benfeitores se elevam à condição de nossos advogados,
encaminhando-nos ao resgate e à recuperação clara e justa.
O serviço incessante no bem, no entanto, é a única força capaz de
modificar o ânimo de nossos acusadores e de fortalecer as disposições
daqueles que nos defendem.
Eis porque, no Julgamento Menor a que nos submetemos, quando na
posição de encarnados, convém lembrar a preciosidade do tempo, por fator de
socorro às nossas próprias necessidades, mobilizando-o, integralmente, na
plantação do amor e da luz, para que as nossas obras falem por nós, ante a
Justiça Divina, alijando-nos, enfim, as algemas que trazemos do passado para
a libertação de amanhã.

 
(Obra: Nascer e Renascer - Chico Xavier / Emmanuel)
 
 
******
 
- Todavia-interveio Odilon -, precisamos deixar claro que a Verdade sem o Amor,
em qualquer tempo, será objeto de dissensão entre os homens, que haverão de
se conflitar pela sua primazia.
 

(Diálogo na obra: Estudando Nosso Lar - Carlos A. Baccelli / Inácio Ferreira)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS