sexta-feira, 29 de novembro de 2013


AMOR
 
Devemos aprender a amar qualquer um dos filhos de Deus como se fosse o mais
querido de nossos irmãos !
Eu agradeço muito a consideração que os irmãos espíritas sempre demonstraram
por mim, mas eu não sou propriedade do Espiritismo ! Eu pertenço a Jesus, e a
vontade Dele deve ser a minha vontade ! Estarei onde Ele desejar que eu esteja -
fazendo o que Ele queira que eu faça ! E, como sei que Ele sempre está mais
perto de quem mais sofre, é justamente com os que choram que também
devo estar ! O Espiritismo praticado, Doutor - e não estou me referindo
a nenhuma prática de natureza mediúnica ! -, é a revivescência do Evangelho !
Imaginemos se o Divino Senhor tivesse se envolvido em intérminas discussões
teológicas com os doutores da lei - o que haveria de ser da Boa Nova ? As suas
passagens pelas sinagogas eram sempre muito rápidas, porque a multidão  O
esperava lá fora - os famintos, os nus, os doentes, os perturbados de toda
espécie... Era o pai de um menino lunático, que um espírito, com a intenção de
matá-lo, ora o lançava sobre o fogo, ora sobre a água; o paralítico de Cafarnaum,
que se arrastava pelas ruas, ante a indiferença dos homens; o homem da mão
ressequida que, contrariando o dogmatismo dos fariseus. Ele curou num dia de
sábado; a filhinha da mulher cananeia, que O procurou e, em lágrimas, suplicou-lhe
compaixão; o pobre cego de Betsaida, a cujos olhos mortos Ele devolveu a
possibilidade de ver...
Jesus, sendo judeu de nascimento, não nasceu apenas para os judeus, porque, em
realidade, a Judeia é o mundo inteiro ! O sectarismo religioso é de funestas 
consequências para o Amor a Deus e ao Próximo !
Não, Doutor - continuava o médium quase transfigurado em luz -, eu fui ao Espiritismo,
mas para que o Espiritismo vá ao povo ! A nossa Doutrina encerra a essência da
Verdade, mas a Verdade sem o Amor é um anjo desprovido de asas !
A Terra ainda é o meu lugar - estarei ao lado dos que sofrem, porque todos já
fomos o escriba e o fariseu que passaram ao largo, ignorando o homem caído na
estrada... O samaritano da Parábola não era espírita e nem médium - era 
simplesmente um homem que se compadeceu !
 
                                     Chico Xavier
 
(Obra: Trabalhadores da Última Hora - Carlos A.Baccelli/Inácio Ferreira)
 
 
******
 
Infelizmente, enquanto o homem não compreender que o Evangelho de Jesus não é
um simples livro de oração, pois que é Código de Luz para a conduta moral de todas
as criaturas, o crime e a apropriação indébita hão de comparecer, por muito tempo,
na lista dos escândalos necessários.
 
                                     Odilon Fernandes
 
(Obra: Trabalhadores da Última Hora - Carlos A.Baccelli/Inácio Ferreira)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

quinta-feira, 28 de novembro de 2013


A Parentela Corporal e a Parentela Espiritual

8. Os laços do sangue não criam forçosamente os liames entre os Espíritos. O corpo procede do corpo, mas o Espírito não procede do Espírito, porquanto o Espírito já existia antes da formação do corpo. Não é o pai quem cria o Espírito de seu filho; ele mais não faz do que lhe fornecer o invólucro corpóreo, cumprindo-lhe, no entanto, auxiliar o desenvolvimento intelectual e moral do filho, para fazê-lo progredir. 
Os que encarnam numa família, sobretudo como parentes próximos, são, as mais das vezes, Espíritos simpáticos, ligados por anteriores relações, que se expressam por uma afeição recíproca na vida terrena. Mas, também pode acontecer sejam completamente estranhos uns aos outros esses Espíritos, afastados entre si por antipatias igualmente anteriores, que se traduzem na Terra por um mútuo antagonismo, que aí lhes serve de provação. Não são os da consangüinidade os verdadeiros laços de família e sim os da simpatia e da comunhão de idéias, os quais prendem os Espíritos antesdurante e depois de suas encarnações. Segue-se que dois seres nascidos de pais diferentes podem ser mais irmãos pelo Espírito, do que se o fossem pelo sangue. Podem então atrair-se, buscar-se, sentir prazer quando juntos, ao passo que dois irmãos consangüíneos podem repelir-se, conforme se observa todos os dias: problema moral que só o Espiritismo podia resolver pela pluralidade das existências. (Cap. IV, nº 13.) 
Há, pois, duas espécies de famílias: as famílias pelos laços espirituais e as famílias pelos laços corporais. Duráveis, as primeiras se fortalecem pela purificação e se perpetuam no mundo dos Espíritos, através das várias migrações da alma; as segundas, frágeis como a matéria, se extinguem com o tempo e muitas vezes se dissolvem moralmente, já na existência atual. Foi o que Jesus quis tornar compreensível, dizendo de seus discípulos: Aqui estão minha mãe e meus irmãos, isto é, minha família pelos laços do Espírito, pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus é meu irmão, minha irmã e minha mãe. 
A hostilidade que lhe moviam seus irmãos se acha claramente expressa em a narração de São Marcos, que diz terem eles o propósito de se apoderarem do Mestre, sob o pretexto de que este perdera o espírito. Informado da chegada deles, conhecendo os sentimentos que nutriam a seu respeito, era natural que Jesus dissesse, referindo-se a seus discípulos, do ponto de vista espiritual: "Eis aqui meus verdadeiros irmãos." Embora na companhia daqueles estivesse sua mãe, ele generaliza o ensino que de maneira alguma implica haja pretendido declarar que sua mãe segundo o corpo nada lhe era como Espírito, que só indiferença lhe merecia. Provou suficientemente o contrário em várias outras circunstâncias.

(O Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo XIV)


******

13. E também muito explícita esta passagem de lsaías: "Aqueles do vosso povo a quem a morte foi dadaviverão de novo." Se o profeta houvera querido falar da vida espiritual, se houvera pretendido dizer que aqueles que tinham sido executados não estavam mortos em Espírito, teria dito: ainda vivem, e não: viverão de novo. No sentido espiritual, essas palavras seriam um contra-senso, pois que implicariam uma interrupção na vida da alma. No sentido de regeneração moral, seriam a negação das penas eternas, pois que estabelecem, em princípio, que todos os que estão mortos reviverão.

(O Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo IV)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

quarta-feira, 27 de novembro de 2013


NA DIFICULDADE
 
"E, vendo-os em dificuldade a remar, porque o vento lhes era contrário,  por
 volta da quarta vigília da noite, veio ter com eles, andando por sobre o mar... "
- Marcos, cap. 6 - v. 48
  
Jesus foi ao encontro dos companheiros no justo momento da dificuldade, quando
"o vento lhes era contrário"...
E, para tanto, na bela narrativa, não hesitou em andar sobre as águas do mar !
O Mestre, a fim de socorrer-nos na prova, transpõe os mais profundos abismos.
Não nos esqueçamos,  no entanto,  de detalhe importante nas anotações  do
Evangelista: os discípulos estavam a remar !
Não estavam eles inoperantes, aguardando que todo socorro lhes viesse do Alto
nem, tampouco, revoltados, maldizendo as adversidades.
Muitos, diante das lutas que enfrentam, chegam a pensar que não suportarão...
- Ah, desistirei, porque vou sucumbir mesmo ! - exclama um deles.
- Estou cansado de esperar pela intercessão que não vem ! - lamenta outro.
- Tenho orado inutilmente ! - blasfema mais um.
Quando nenhuma providência evidente estiver sendo tomada pelo Céu,  em
auxílio ao crente em apuros na Terra, é porque o Senhor considera que, no
momento, o melhor já está sendo feito.
Ou, talvez, esteja faltando da parte de quem se encontra quase a naufragar  o
esforço de continuar remando, para que, com base em sua própria iniciativa de
salvação, as Leis da Vida providenciem colocá-lo completamente a salva e em
segurança.
 
(Obra: Saúde Mental À Luz do Evangelho - (Carlos A.Baccelli/Inácio Ferreira)
 
 
******
 
Lembremo-nos de que as Leis Divinas, através dos processos de ação visível e invisível da natureza, a todos nos tratam em bases de equilíbrio, entregando-nos a elas, entre as necessidade do aperfeiçoamento e os desafios do progresso, com a lógica de quem sabe que tensão não substitui esforço construtivo, ante os problemas naturais do caminho. E façamos isso, não apenas por amor aos que nos cercam, mas também a fim de proteger-nos contra a hora da ansiedade que nasce e cresce de nossa invigilância para asfixiar-nos a alma ou arrasar-nos o tempo sem qualquer razão de ser.
 
(Obra: Encontro Marcado - Chico Xavier/Emmanuel)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

terça-feira, 26 de novembro de 2013


Súplica à Mãe Santíssima
 
Divaldo psicografando mensagem ao lado da Casa de Maria 

Senhora:

Eis-nos de retorno aos caminhos luminosos apresentados pelo vosso Filho Jesus há quase dois mil anos: fé e irrestrita confiança em Deus, amor ao próximo como a si mesmo e entrega total à caridade, sem, a qual, não há salvação.
Há muito tempo planejamos seguir a trilha libertadora, mas distraídos pelas ilusões seguimos rumos diferentes e angustiantes.
Hoje, porém, depois de vivenciadas inomináveis angústias, estamos de volta ao rebanho daquele que é o Caminho da Verdade e da Vida.
Sabemos que, enquanto o mundo moderno estertora sob os camartelos do ódio e da insensatez que o ser humano criou para si mesmo, velais, Senhora, por esses filhos aturdidos que vos foram confiados na cruz…
O pranto, na Terra, se avoluma assustadoramente nos olhos aflitos que perdem lentamente a faculdade de ver com claridade, ao tempo em que a revolta domina a orgulhosa cultura que a civilização elaborou ao largo dos milênios, ante as ameaças de extinção que se vem impondo alucinadamente…
Os horrores da violência, do crime e das guerras individuais, coletivas e internacionais, tomam conta das sociedades, demonstrando a quase nulidade das gloriosas conquistas da ciência, do pensamento, da tecnologia… 

As mulheres e os homens encontram-se assinalados pelo desencanto, fugindo na direção dos prazeres, a que se entregam insensatamente, porque se perderam no báratro das próprias necessidades, que não têm sabido discernir, quais as que são relevantes em relação às secundárias e sem importância.
O orgulho impera e a indiferença pelo destino das demais criaturas caracteriza estes dias de ansiedade, de medo e de solidão.
É certo que existem doações de amor e de sacrifício, lutas de redenção e trabalhos dignificadores em quase toda parte, não porém, o suficiente para a construção do reino de Deus nos corações.
Em razão dos sofrimentos que campeiam, rogamos, Senhora, que derrameis a luz do discernimento e a paz dos sentimentos nas existências desarvoradas, informando que, enquanto o amor de Jesus permanecer no mundo, não se apagará das mentes nem dos corações a presença da esperança.
Intercedei por todos aqueles que se deixaram enregelar pelo ódio, endurecer-se pelos desencantos e frustrações, a fim de que a sociedade descubra o seu rumo de segurança.
Ontem, aqui semeastes o amor, a caridade e o perdão, enquanto Roma perseguia e assassinava os discípulos do vosso Filho.
As perseguições, no entanto, ainda prosseguem, temerárias e perversas. Não mais praticadas pelo império dos Césares, dominado pela volúpia do poder mentiroso que ruiu, como tudo quanto é transitório no mundo, substituídas pelo materialismo e pela crueldade.
Naqueles dias já passados, eram os de fora da grei que crucificavam, martirizavam e matavam os seguidores do vosso Filho.
Hoje são os próprios discípulos que se disputam primazias e infelicitam os que são fiéis aos postulados de amor, com os quais eles não concordam…
Tende compaixão, Mãe Amantíssima de todos nós, e ajudai-nos a ser fiéis até o fim, sem reclamações nem desânimo, servindo incansavelmente, certos de que, na etapa final, poderemos ver e ouvir o vosso Filho, informando-nos:

Vinde a mim, servidores fiéis, eu vos tenho aguardado em paz.


Joanna de Ângelis

Página psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco, na manhã de 22 de Maio de 2007, junto à casa onde desencarnou Maria, a mãe de Jesus, em Éfeso na Turquia.

  

******
 
"Ama, e faze o que quiseres" - Santo Agostinho
  

******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

segunda-feira, 25 de novembro de 2013


C E L I N A

Quando elevamos ao céu nosso olhar suplicante, há para todos nós, os que se afligem na provação, uma carinhosa e compassiva Mãe que nos ampara e consola...
Compadece-se de nossa dor, contempla-nos com misericórdia e manda-nos então o anjo da sua bondade, para balsamizar nossos padecimentos... É Celina, a suave mensageira da Virgem, a Mãe de todas as Mães, o gênio tutelar da humanidade sofredora...
Quando o pranto aflora nos olhos das que são filhas e irmãs, das que são esposas e mães na Terra, na coração das quais, muitas vezes, se concentra a amargura, vem Celina e toma-as nos seus braços de névoa resplandecente e, através dos ouvidos da consciência, lhes diz com brandura:

 "Veio a dor bater à vossa porta? Coragem... Não desanimeis nas ásperas lutas que objetivam vosso aprimoramento moral. Pensai n'Aquela que teve sua alma recortada de martírios, lacerada de sofrimentos, atormentada de angústias. Ela se desvela do céu por todas aquelas almas que escolheram suas pegadas de Mãe amorosa e compassiva.
Foi ela que, escutando a oração de vossa fé, me enviou para que eu vos desse as flores de seu amor sacrossanto, portadoras da paz, da humildade e, sobretudo, da paciência; porque o acaso não existe e tudo na vida obedece  a uma lei inteligente de causalidade que foge aos vossos olhos, que se sentem impossibilitados de ver toda a verdade: Tomai minhas mãos! Cumpri austeramente todos os vossos deveres, fechai vossos olhos àquilo que pode obstar vosso passos para a luz e caminhai comigo. Os anos são minúsculas frações de tempo e, um dia, sem vos deterdes com o cansaço, chegareis ao pé d'Aquela que é vossa Mãe desvelada de todos os instantes!..."
E todas aquelas que a ouvem, sentem-se sustentadas por braços tutelares, na noite escura das dores, e, vertendo lágrimas amargosas, preparam-se e se iluminam na pedregosa senda da virtude para respirar os ares felizes do encantado país onde desabrocham os lírios maravilhosos da esperança!

       

(Obra: Mãe  -  Chico Xavier/Maria João de Deus)



******


A humildade é a chave de nossa libertação.
 

(Obra: Luz no Lar - Chico Xavier/Emmanuel)


******


AVE MARIA

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 

******
 
PAI NOSSO

Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
  
JESUS

domingo, 24 de novembro de 2013


"A luta consciente pela nossa própria renovação é uma batalha terrível !
 A partir dessa tomada de consciência que o Espiritismo nos enseja, não
 mais descansamos...  E ai de quem descansar !...  Se eu não trabalhar
 na mediunidade todos dia, a sensação de inutilidade é enorme... 
 Precisamos ter esquemas para o  nosso melhor aproveitamento 
 do tempo. É muito triste encarnar com a idéia de fracasso..."
 
(Obra: O Evangelho de Chico Xavier - Carlos A. Baccelli)

sexta-feira, 22 de novembro de 2013


Aliviar

É apenas uma frase que o nosso Emmanuel, presente, nos recomenda
à atenção, quando Jesus disse: - "Vinde a mim todos vós que estais
fatigados, eu vos aliviarei..."  É uma promessa que não envolve nenhum
sentimento de prodígio ou de suposto milagre. "Vinde a mim" - Ele não
cogitou da procedência dos viajores; se eram bons, se eram maus
querendo ficar bons, se eram meio bons... A marcha não ia parar...
"Vinde a mim" - nada de colocar um ponto final em sua marcha própria...
Não prometeu também retirar a carga de ninguém, não prometeu nada,
apenas alívio para continuarmos a marcha. Aliviar para quê? Para
continuar o serviço, para continuar a tarefa...

(Obra: O Evangelho de Chico Xavier - Carlos A.Baccelli)


******

Em favor de todos, Jesus Cristo, o Supremo Comandante das Hostes do
Bem, promove e promoverá sempre o socorro adequado, nas condições
precisas.

(Obra: Educandário de Luz - Chico Xavier/Emmanuel)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******


PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

O Cristo

3. Jesus não veio destruir a lei, isto é, a lei de Deus; veio cumpri-la, isto é, desenvolvê-la, dar-lhe o verdadeiro sentido e adaptá-la ao grau de adiantamento dos homens. Por isso é que se nos depara, nessa lei, o principio dos deveres para com Deus e para com o próximo, base da sua doutrina. Quanto às leis de Moisés, propriamente ditas, ele, ao contrário, as modificou profundamente, quer na substancia, quer na forma. Combatendo constantemente o abuso das práticas exteriores e as falsas interpretações, por mais radical reforma não podia fazê-las passar, do que as reduzindo a esta única prescrição: "Amar a Deus acima de todas as coisas e o próximo como a si mesmo", e acrescentando: aí estão a lei toda e os profetas. 
Por estas palavras: "O céu e a Terra não passarão sem que tudo esteja cumprido até o último iota", quis dizer Jesus ser necessário que a lei de Deus tivesse cumprimento integral, isto é, fosse praticada na Terra inteira, em toda a sua pureza, com todas as suas ampliações e conseqüências. Efetivamente, de que serviria haver sido promulgada aquela lei, se ela devesse constituir privilégio de alguns homens, ou, sequer, de um único povo? Sendo filhos de Deus todos os homens, todos, sem distinção nenhuma, são objeto da mesma solicitude. 
4. Mas, o papel de Jesus não foi o de um simples legislador moralista, tendo por exclusiva autoridade a sua palavra. Cabia-lhe dar cumprimento às profecias que lhe anunciaram o advento; a autoridade lhe vinha da natureza excepcional do seu Espírito e da sua missão divina. Ele viera ensinar aos homens que a verdadeira vida não é a que transcorre na Terra e sim a que é vivida no reino dos céus; viera ensinar-lhes o caminho que a esse reino conduz, os meios de eles se reconciliarem com Deus e de pressentirem esses meios na marcha das coisas por vir, para a realização dos destinos humanos. Entretanto, não disse tudo, limitando-se, respeito a muitos pontos, a lançar o gérmen de verdades que, segundo ele próprio o declarou, ainda não podiam ser compreendidas. Falou de tudo, mas em termos mais ou menos implícitos. Para ser apreendido o sentido oculto de algumas palavras suas, mister se fazia que novas idéias e novos conhecimentos lhes trouxessem a chave indispensável, idéias que, porém, não podiam surgir antes que o espírito humano houvesse alcançado um certo grau de madureza. A Ciência tinha de contribuir poderosamente para a eclosão e o desenvolvimento de tais idéias. Importava, pois, dar à Ciência tempo para progredir. 
 
(O Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo I)
 
 
******
  
Não penseis que eu tenha vindo destruir a lei ou os profetas: não os vim destruir, mas cumpri-los: - porquanto, em verdade vos digo que o céu e a Terra não passarão, sem que tudo o que se acha na lei esteja perfeitamente cumprido, enquanto reste um único iota e um único ponto.
                    
                                                                     JESUS
 
(Novo Testamento - Mateus Capítulo 5:17:18)
 
 
******
 
AVE MARIA

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
  
******
 
PAI NOSSO

Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
JESUS

quarta-feira, 20 de novembro de 2013


CANSAÇO
 
Se te sentes cansado, procura refazer-te em contato com a Natureza.
Haure em seus inesgotáveis mananciais as energias de que necessitas.
Não estabeleças, em teu corpo e em tua mente, um circuito fechado de forças
que não se renovam.
Descerra-te em espírito, à semelhança da flor, que se abre aos vivificantes
raios do sol.
Respira a longos haustos e absorve, por teus poros e narinas, os princípios
vitais de que o próprio ar se balsamiza.
Contempla, com o enternecimento que te é possível, o ninho de um pássaro
sobre a folhagem.
Faze deslizar a mão sobre a cantante queda d'água que se te derrama aos pés.
Repara nas luzes do entardecer e no cintilar das primeiras estrelas que
surgem no firmamento.
Descalça-te e mantém contato direto com o magnetismo da terra.
Acaricia o tronco robusto de uma árvore e procura sentir-lhe o pulsar da
Vida.
Deleita-te com o majestoso espetáculo da chuva que cai na floresta.
E, assim, após te refazeres, continua a servir.

 
(Obra: Dias Melhores - Carlos.A.Baccelli/Irmão José)

 
******

Trabalharemos, entretanto, quanto estiver ao nosso alcance, a fim de que o
cristianismo redivivo prevaleça entre nós para que a experiência terrestre
não vos constitua patrimônio indesejável e inútil e para que, unidos
fraternalmente, sejamos colaboradores sinceros do Mestre, sem esquecer-Lhe
as sagradas palavras:

“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por Mim”.
 
(Chico Xavier/Emmanuel)

 
******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as
mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de
nossa morte. Amém.


******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o
Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão
nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como
nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação,
mas livrai-nos do mal. Amém.

 
JESUS

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Indagação e Resposta
 
Possivelmente, você também será daqueles companheiros do mundo físico que indagam pela razão dos mentores desencarnados transmitirem tantas mensagens de essência filosófica, mormente baseadas nos ensinamentos do Cristo.
Responderemos que uma pergunta dessas equivale à inquisição que alguém formulasse sobre o motivo de tantas escolas para os que vivem na Terra
A verdade é que todos os irmãos do Plano Físico queiram ou não, acreditem ou não acreditem virão Ter conosco, mais hoje ou mais depois de amanhã, e cabe-nos diminuir o trabalho que, porventura, nos venham a impor, ao abordarem o nosso campo de vivência espiritual, já que somos todos uma só família, perante Deus.
Examinem vocês algumas das perguntas que nos são desfechadas, com absoluta sinceridade, por milhares de companheiros que se conscientizam, quanto à própria desencarnação.
Onde se localiza o Céu dos bem-aventurados.
Onde residem os anjos.
Porque Deus em pessoas, não dispôs a vir recebê-los.
Porque Jesus lhes foge à visão, se viveram orando e confiando no Divino Mestre.
Porque sofreram tanto.
Porque não conseguem conversar imediatamente com os familiares que ficaram à distância.
Porque são convidados a trabalhar se tanto esperaram pelo descanso.
Porque não foram avisados sobre o dia da volta à Verdadeira Vida.
Porque não conseguem alterar os testamentos que deixaram no mundo.
Em que lugar estarão os infernos.
Onde estão encravados os purgatórios.
Como será o repouso que lhes será concedido se não enxergam amigo algum que não seja em trabalho árduo.
Porque as entidades angélicas não lhes dispensam as atenções de que se julgam merecedores.
Para resumir, dir-lhes-ei que, há dias, um amigo nosso, devotado obreiro do Bem, na Espiritualidade, foi questionado por um irmão recém-vindo da Terra, dentre aqueles que lhe recebiam diretrizes, sobre o melhor meio pelo qual conseguiriam enxergar alguns demônios.
Com o melhor humor, o companheiro respondeu:
- Meu filho, lamento muito, mas não tenho aqui um espelho para nós dois.
 
 
(Obra: Endereço de Paz - Chico Xavier/André Luiz)
 
 
******
 
Em cada manhã na Terra, a luz do Sol assemelha-se a um cântico de esperança e de alegria.
 
(Obra: Praça da Amizade - Chico Xavier/Meimei)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

segunda-feira, 18 de novembro de 2013


A Regra de Ouro

Em algum momento do século 6 a.C., o discípulo Tzu-Kung perguntou ao
seu mestre: "Existe alguma palavra que possa servir de regra prática a
toda conduta de nossa vida?" O mestre Kung Fu Tsé (conhecido no 
Ocidente como Confúcio) respondeu: "Essa palavra é reciprocidade.
Faça aos outros o que deseja que façam com você; e não faça a 
ninguém o que  não deseja que lhe seja feito". O relato se encontra nos
Analectos - coleção de preceitos morais e filosóficos compostos pelos
seguidores de Confúcio entre os séculos 6 e 3 a.C. A resposta do mestre
à questão posta pelo discípulo é uma das formulações mais antigas da
chamada "regra de ouro" - ou ética da reciprocidade. Para Confúncio, o
respeito aos rituais da cortesia diária é uma das formas da benevolência
que caracteriza o homem verdadeiramente sábio.
Formulada há mais de 20 séculos, essa filosofia da polidez é atualíssima.

(Fonte: Revista Vida Simples - 11/2013)


******

"Lembramo-nos da Lei de Causa e Efeito apenas em matéria de sofrimento,
mas ela funciona também para o bem. Quem faz o bem, queira ou não, 
será recompensado... O Senhor manda que o mal seja corrigido e o bem
seja estimulado em benefício de cada um de nós..."

(Obra: O Evangelho de Chico Xavier - Carlos A.Baccelli)


******


AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******


PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

sábado, 16 de novembro de 2013


Ajudemos a criança! O berço é o ponto vivo em que a educação começa a brilhar. 

(Obra: Luz no Lar - Chico Xavier / Bezerra de Menezes)
 
 

             
O menino que agora enjeitamos à porta da tempestade será
mais tarde um cultivador de tempestade do mundo.
                    
(Obra: Luz no Lar - Chico Xavier / Cairbar Schutel)

sexta-feira, 15 de novembro de 2013


Aceitamos, perfeitamente, as bases científicas e filosóficas em que repousa a Doutrina Espírita, as quais nos ensejam adquirir a “fé raciocinada capaz de encarar a razão face a face”, contudo, sobre semelhantes alicerces, vemo-la, ainda e sempre, em sua condição de Cristianismo restaurado, aperfeiçoando almas e renovando a vida na Terra, para a vitória do Infinito Bem, sob a égide do Cristo, nosso Divino Mestre e Senhor.
Estudemos, assim, as lições do Divino Mestre e aprendamo-las na prática de cada dia.
A morte a todos nos reunirá para a compreensão da verdadeira vida... E, sabendo que a justiça definir-nos-á segundo as nossas obras, abracemos a Codificação Kardequiana, prosseguindo para a frente, com Jesus e por Jesus.
(Obra: Fonte Viva - Chico Xavier/Emmanuel)

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Caracteres da Perfeição

2. Pois que Deus possui a perfeição infinita em todas as coisas, esta proposição: "Sede perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial", tomada ao pé da letra, pressuporia a possibilidade de atingir-se a perfeição absoluta. Se à criatura fosse dado ser tão perfeita quanto o Criador, tornar-se-ia ela igual a este, o que é inadmissível. Mas, os homens a quem Jesus falava não compreenderiam essa nuança, pelo que ele se limitou a lhes apresentar um modelo e a dizer-lhes que se esforçassem pelo alcançar.
Aquelas palavras, portanto, devem entender-se no sentido da perfeição relativa, a de que a Humanidade é suscetível e que mais a aproxima da Divindade. Em que consiste essa perfeição? Jesus o diz: "Em amarmos os nossos inimigos, em fazermos o bem aos que nos odeiam, em orarmos pelos que nos perseguem." Mostra ele desse modo que a essência da perfeição é a caridade na sua mais ampla acepção, porque implica a prática de todas as outras virtudes.
Com efeito, se se observam os resultados de todos os vícios e, mesmo, dos simples defeitos, reconhecer-se-á nenhum haver que não altere mais ou menos o sentimento da caridade, porque todos têm seu princípio no egoísmo e no orgulho, que lhes são a negação; e isso porque tudo o que sobreexcita o sentimento da personalidade destrói, ou, pelo menos, enfraquece os elementos da verdadeira caridade, que são: a benevolência, a indulgência, a abnegação e o devotamento. Não podendo o amor do próximo, levado até ao amor dos inimigos, aliar-se a nenhum defeito contrário à caridade, aquele amor é sempre, portanto, indício de maior ou menor superioridade moral, donde decorre que o grau da perfeição está na razão direta da sua extensão. Foi por isso que Jesus, depois de haver dado a seus discípulos as regras da caridade, no que tem de mais sublime, lhes disse: "Sede perfeitos, como perfeito é vosso Pai celestial."

(Obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo XVII)


******
 

Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.

                                                                                  JESUS

(Novo Testamento - Mateus 5:44 a 48)
 


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 

******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

ELES VIVEM
 
Ante os que partiram, precedendo-te na Grande Mudança, não permitas que o desespero te ensombre o coração.

Eles não morreram. Estão vivos.
Compartilham-te as aflições, quando te lastimas sem consolo.
Inquietam-se com a tua rendição aos desafios da angústia, quando te afastas da confiança em DEUS.
Eles sabem igualmente quanto dói a separação.
Conhecem o pranto da despedida e te recordam as mãos trementes no adeus, conservando na acústica do Espírito as palavras que pronunciaste, quando não mais conseguiam responder às interpelações que articulaste no auge da amargura. 

Não admitas estejam eles indiferentes ao teu caminho ou à tua dor.
Eles percebem quanto te custa a readaptação ao mundo e à existência terrestre sem eles e quase sempre se transformam em cirineus de ternura incessante, amparando-te o trabalho de renovação ou enxugando-te as lágrimas quando tateias a lousa ou lhes enfeita a memória perguntando porque...
Pensa neles com saudade convertida em oração.
As tuas preces de amor representam acordes de esperança e devotamento, despertando-os para visões mais altas da vida. 
Quanto puderes, realiza por eles as tarefas em que estimariam prosseguir.
Se muitos deles são teu refúgio e inspiração nas atividades a que te prendem no mundo, para muitos outros deles és o apoio e o incentivo para a elevação que se lhes faz necessária. 
Quando te disponhas a buscar os entes queridos domiciliados no Mais Além, não te detenhas na terra que lhes resguarda as últimas relíquias da experiência no plano material...
Contempla os céus em que mundos inumeráveis nos falam da união sem adeus e ouvirás a voz deles no próprio coração, a dizer-te que não caminharam na direção da noite, mas sim ao encontro de novo despertar.
 
(Obra: Retornaram Contando - Chico Xavier/Emmanuel)
 
 
******
 
Não se turbe o vosso coração. - Credes em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse, já eu vo-lo teria dito, pois me vou para vos preparar o lugar. - Depois que me tenha ido e que vos houver preparado o lugar, voltarei e vos retirarei para mim, a fim de que onde eu estiver, também vós aí estejais. ( S. JOÃO, cap. XIV, vv. 1 a 3.) 
 
(JESUS)
 
 
******
 
A casa do Pai é o Universo. As diferentes moradas são os mundos que circulam no espaço infinito e oferecem, aos Espíritos que neles encarnam, moradas correspondentes ao adiantamento dos mesmos Espíritos. 
 
(Obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo III)
 
 
******
 
AVE MARIA

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******


PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

terça-feira, 12 de novembro de 2013


O Óbolo da Viúva

"Assentado diante do gazofilácio, observava Jesus como
 o povo lançava ali o dinheiro. "  - Marcos, cap 12 - v. 41

Jesus não estava a observar o tamanho da doação que as pessoas
se punham a lançar no esportulário.
Segundo o Evangelista, a sua atenção se prendia "ao modo" com que,
independente de quantia, o dinheiro era ali depositado.
Vejamos que o Mestre se concentrava sobre a intenção que motivava 
o gesto e não sobre o gesto em si mesmo.
Foi aí que, aos seus divinos olhos, a oferta de anônima viúva, que oferecera,
da sua pobreza, tudo quanto possuía, se destacou das demais.
O episódio nos leva, naturalmente, a indagar a respeito do modo com que, 
por nossa vez, temos praticado a caridade.
Não nos esqueçamos de que, para as Leis que nos espreitam os menores
movimentos, o "como" é mais importante que o "quanto"...
Se o tamanho da dádiva material diz de nossas possibilidades extrínsecas,
somente o modo com que dela nos desprendemos avalia a nossa capacidade
de amar.
Será que a doação feita por aquela senhora promoveria alguma diferença à
contabilidade do templo? A não ser o Cristo, quem seria capaz de lhe reparar
na discreta atitude de quem até se envergonha por mais não ter para doar?
Por vezes, quem mais auxilia não é aquele que preenche o cheque mais
substancioso, como aquele que menos auxilia não é quem se apresenta  com
as mãos sempre desprovidas de recursos.
Duas únicas moedas foram bastantes para imortalizar, nas páginas do 
Evangelho, a importância do gesto daquela pobre viúva que, mesmo sem ter
nome para ser lembrado, jamais será esquecida como exemplo a ser citado
onde quer que a virtude da caridade seja evocada pela palavra de alguém.

(Obra: Saúde Mental À Luz do Evangelho - Carlos A.Baccelli/Inácio Ferreira)


******

Muitos lutam para alcançar o sol dos esclarecimentos cristãos, outros
preferem buscar na própria terra os seus valores, sem encontrar tempo para
o crescimento da alma.
Todos nós podemos conquistar lutando pela melhoria dos nossos espíritos.

(Obra: Lírios Colhidos - Irene P.Machado/Luiz Sérgio)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

******

PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

segunda-feira, 11 de novembro de 2013


O TALISMÃ DIVINO 

Entabularam os familiares interessante palestra, acerca das faculdades sublimes de que o Mestre dava testemunho amplo, curando loucos e cegos, quando Isabel, a zelosa genitora de João e Tiago, indagou, sem preâmbulos:

— Senhor, terás contigo algum talismã de cuja virtude possamos desfrutar? algum objeto mágico que nos possa favorecer?

Jesus pousou na matrona os olhos penetrantes e falou, risonho:

— Realmente, conheço um talismã de maravilhoso poder. Usando-lhe os milagrosos recursos, é possível iniciar a aquisição de todos os dons de Nosso Pai. Oferece a descoberta dos tesouros do amor que resplandecem ao redor de nós, sem que lhes vejamos, de pronto, a grandeza. Descortina o entendimento, onde a desarmonia castiga os corações. Abre a porta às revelações da arte e da ciência. Estende possibilidades de luminosa comunhão com as fontes divinas da vida. Convida à bênção da meditação nas coisas sagradas. Reata relações de companheiros em discordância. Descerra passagens de luz aos espíritos que se demoram nas sombras. Permite abençoadas sementeiras de alegria. Reveste-se de mil oportunidades de paz com todos. Indica vasta rede de trilhos para o trabalho salutar. Revela mil modos de enriquecer a vida que vivemos. Facilita o acesso da alma ao pensamento dos grandes mestres. Dá comunicações com os mananciais celestes da intuição.

— Que mais? — disse o Senhor, imprimindo ênfase à pergunta.

E após sorrir, complacente, continuou:

— Sem esse divino talismã, é impossível começar qualquer obra de luz e paz na Terra.

Os olhos dos ouvintes permutavam expressões de assombro, quando a esposa de Zebedeu inquiriu, espantada:

— Mestre, onde poderemos adquirir semelhante bênção? Dize-nos. Precisamos desse acumulador de felicidade.

O Cristo, então, acrescentou, bem-humorado:

— Esse bendito talismã, Isabel, é propriedade comum a todos. É “a hora que estamos atravessando”... Cada minuto de nossa alma permanece revestido de prodigioso poder oculto, quando sabemos usá-lo no Infinito Bem, porque toda grandeza e toda decadência, toda vitória e toda ruína são iniciadas com a colaboração do dia.

E diante da perplexidade de todos, rematou:

— O tempo é o divino talismã que devemos aproveitar.

 
 
(Obra: Jesus no Lar - Chico Xavier/Neio Lúcio)
  

******
 
Ajuda-te sempre, especialmente ajudando aos outros, e o Céu te ajudará. 

(Obra: Buscas e Acharás - Chico Xavier/Emmanuel)
 
  
******


AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS